Como cuidar de um cão recém adotado?

Quer saber como cuidar de um cão recém adotado? As adoções para tutores de primeira ou mais viagens são sempre experiências únicas. Mesmo que você já seja um tutor, esse post também pode te ajudar. E se você chegou até aqui, significa que um ou mais pets passaram a ter a sorte de um futuro saudável e repleto de amor!

O cão é o melhor amigo do homem!

Os nossos amigos caninos têm diferentes formas de comunicar aos seus tutores, seja pelos seus latidos e grunhidos, seja pela sua expressão corporal. E, assim como os humanos, os peludinhos possuem muita personalidade, o que os faz tão especiais e singulares.

O temperamento dos cães, além de ser estabelecido por sua carga genética, também é constituído através de sua relação com o meio em que está situado. Desta forma, os fatores ambientais contribuem muito para como o seu pet poderá se comportar.

Comportamento canino

Os padrões de comportamento apreendidos funcionam como os primeiros passos da sua relação com o seu cão. É a partir desses padrões que o seu pet vai se desenvolver. A conexão do tutor com o seu animal é essencial para que os vínculos entre vocês sejam estabelecidos.

As experiências dos caninos, enquanto filhotes, o meio onde crescem e a relação com seu tutor, são aspectos primordiais para o desenvolvimento de sua personalidade. Os resultados dessa relação são refletidos ao longo de sua fase adulta.

Compreender as condições nas quais você adotou o pet pode ajudar muito na maneira como você poderá estreitar os seus laços com o bichinho.

Em muitos casos, as adoções estão vinculadas a algum tipo de resgate animal, seja por intermédio de alguma ONG, seja porque você encontrou o seu novo companheiro em algum local. Fique atento ao contexto. Em alguns casos, criar vínculo com o seu pet pode ocorrer após uma conquista árdua de sua confiança.

Permita que esses laços cresçam de forma orgânica.

Adotei um cão, o que eu faço?

Primeiramente, parabéns pela sua ação, a partir desse momento a sua vida vai estar cheia de amor e lambeijos!

Agora, vamos dar algumas dicas para que você e o seu amigo peludo tenham uma ótima experiência inicial juntos.

Prepare o seu ambiente

Os cães são desbravadores natos, curiosos e muito atentos, conferem todos os espaços de seu novo lar. Essa característica pode ser o primeiro ponto de atenção.

Recolher seus calçados ou quaisquer objetos fáceis de morder e engolir, pode ser uma ótima estratégia para cuidar de seu pet durante a fase de filhote.

Além disso, certifique-se que seu companheiro estará livre de qualquer contato com produtos tóxicos e plantas que possam ser nocivas para cães.

Leve o seu pet ao médico veterinário

A sua primeira consulta em uma clínica veterinária com o seu companheiro é muito importante!

Além de verificar e acompanhar a saúde do seu cão, você também poderá verificar as aplicação das vacinas, vermífugo adequado, bem como as melhores opções para a alimentação do seu peludo.

Estabelecer uma boa relação entre você, o seu cão e o médico veterinário de sua escolha, pode te ajudar a ter uma rotina de visitas periódicas para monitorar a saúde do seu animal. Além disso, os laços de confiança podem diminuir a tensão do seu cão nos momentos em que vocês precisarem recorrer à consultas.

Brinquedos são sempre bem-vindos!

Cães têm a característica de serem ativos e muito felizes. Seu pet adorará brincar muito com você e com os seus brinquedos. Os animais tem apreço por coisas simples, aposte em diversos tipos de brinquedos para ter em casa, com certeza seu pet vai se divertir muito.

Tenha uma rotina de passeios diários com o seu cão

Os passeios são muito bem quistos por nossos amigos caninos, eles adoram dar uma voltinha por aí. Preserve esse momento, pois, além de ser divertido para o seu cão, é importante para que ele estabeleça uma rotina de realizar as suas necessidades fisiológicas em um local aberto e fora de casa.

Choveu, e agora?

Encontre um local adequado para servir de banheiro ao seu cão. Atualmente você poderá encontrar inúmeros produtos que minimizam os odores deixados pelo seu bichinho. Você pode contar com fraldas pet, jornais, sprays que minimizam odores e etc.

O importante, nessa situação, é que o seu cão entenda que o lugar onde será o seu banheiro em casa, é um local seguro para que ele possa sanar as suas necessidades.

E lembre-se…

Adaptar uma rotina para o seu pet, também requer que você estabeleça uma rotina para si. Seja paciente com esse processo.

Estabeleça momentos confortáveis para a hora do passeio e a hora de papar, o seu pet tem memória associativa, criar uma rotina é muito importante!

Além disso, o seu peludo é um grande amigo, passe o tempo necessário com ele para que vocês aproveitem ótimos momentos juntos!

Leave a Reply